CS Imagem & Estilo

[Detalha Página]
sem-categoria - 24.01.2018

Ainda sobre tecidos: nem todo jeans vai durar para sempre!!!

Na semana passada falei muito basicamente sobre tecidos e a importância dessa informação para estruturar um guarda roupa funcional e que comunique seu estilo. Quem aqui verificou quais tecidos predominam em seu armário???? Se não o fez ainda clica aqui pra ver esse post.
 
Dando continuidade nesse assunto, o post de hoje vai te ajudar a entender porque nem todo jeans que você comprar vai durar para sempre e como a composição do jeans influencia no caimento e na sua imagem. Quero, com isso, te ajudar a fazer boas escolhas daqui pra frente e ter um guarda roupa pratico e com peças que realmente funcione para você.
 
O jeans é mundialmente conhecido por ser um tecido super resistente, não vou falar aqui da história do jeans porque você tem acesso fácil a esse conteúdo, mas, ele só será super resistente dependendo da sua composição e gramatura.

Gramatura do tecido:

Não vem especificado na etiqueta mas, é bem simples de identificar e já fazemos isso no dia a dia.

  • O jeans pode ser mais pesado e assentado ao corpo quando é de alta gramatura e mais solto e fluido quando de baixa gramatura. Um jeans de alta gramatura marca menos a lingerie e delineia menos o corpo ao contrário de jeans de gramatura baixa. Portanto, a gramatura é importante dependendo da imagem que você quer transmitir ao usar a sua peça.

 

  • Peças jeans mais leves podem ser usadas em ambientes mais informais e descontraídos e em ocasiões de muito calor também. Já jeans de gramatura mais pesada garante mais austeridade a sua imagem porém, na maioria das vezes limita os movimentos e retém calor. Então, escolha corretamente dependendo da ocasião.

 

Composição:

  • Um jeans cuja composição seja pura (100% algodão) é o ideal em termos de resistência e durabilidade e garante uma imagem super sofisticada e de seriedade. Essa peça vai ser aquela que quando envelhecer vai continuar bonita, com desgastes e rasgos naturais. Podemos encontrar muitos jeans vintages com essas características em brechós! Já peças mescladas, na maioria das vezes encontramos 98% algodão e 2% elastano, vai ser aquela peça mais rígida porem que estica o suficiente para desenhar sutilmente nosso corpo. É a mais consumida. Investir em peças assim, após calcular a quantidade de vezes que irá usa-la e com quais peças que já tenha ela irá combinar, vale muito a pena.

 

  • Já o jeans com porcentagem maior de elastano, que há anos atrás ficou conhecida como calça stretch, vai delinear super o seu corpo, evidenciando inclusive a lingerie. Se escolhido em uma gramatura mais leve, pode até ser super confortável mas, marca mais que a lingerie! O mais famoso e típico dos modelos com elastano na composição é a calça skinny. Esse tipo de jeans tende a envelhecer mais rápido e ao envelhecer ficará com aspecto de “frouxo”, sabe quando a peça foi esticada ao máximo e perde o elástico? Então, é assim que ela parecerá.

 

  • Você também poderá encontrar peças com poliéster em sua composição, além do elastano e algodão. Visualmente o que pode mudar é adicionar certo “brilho” a peça dependendo da cor mas, no geral é apenas uma estratégia de baratear o custo de produção. Em relação ao caimento poderá ser semelhante ao jeans com elastano citado anteriormente, modelando menos ou mais o corpo dependendo da gramatura.

 

  • As dicas de composição e gramatura independem do modelo da calça jeans mas, são essenciais para dar o caimento que você deseja. Se você ainda tiver duvidas sobre os modelos de calça ideais para os diferentes tipos físicos, fiz esse post aqui falando sobre isso.

 

Eu inventariei minhas peças jeans, porque sou apaixonada principalmente por calças, e ate fiquei bem feliz com o resultado balanceado. Minhas calças em modelo flare e reta que são as que eu mais gosto de usar com alfaiataria para uma imagem mais sofisticada e séria, são com composição 100% e 98% algodão. Já as calças mais informais que uso principalmente em looks mais descontraídos são skinny com maior composição de elastano, porém, todas em gramatura um pouco mais pesada.

Dica 1: esta avaliação vale para outras peças jeans como vestidos, camisas e jaquetas.

Dica 2: caso você tenha cortado a etiqueta, super comum de acontecer, avalie visualmente. Estique suas peças, procure por regiões desgastadas ou “frouxas” sendo que as coxas e a região frontal próximo ao zíper são as primeiras a afrouxar, e sinta a gramatura. A partir dai comece a separar aquelas que você realmente quer manter, de acordo com seu estilo e imagem que quer transmitir, e aquelas que vale a pena doar ou vender.

Dica 3: aproveite para avaliar os modelos. Por vezes você só tem jeans skinny ou só tem jeans rasgado. Recomendo ter ao menos um jeans mais puro, de modelagem reta (que valoriza todos os tipos físicos) e sem detalhes (destroyed principalmente) para situações mais formais.

Dica 3: após essa “limpeza”, caso precise repor alguma peça, faça uma lista bem detalhada em relação a composição, modelo, cor e gramatura do que precisa comprar, para somente depois sair efetivamente as compras. Isso ajudará a não cair em tentações!

Exemplo:

1 calça jeans escura flare grossa
1 camisa jeans leve com lavagem mais clara

Agora vamos lá, de uma olhada no seu guarda roupa e aproveite para colocar todas as orientações anteriores em pratica!

Gostou? Então compartilhe com seus amigos:


Quer receber as novidades do blog e dicas sobre imagem pessoal?

Assine nossa newsletter!

Instagram
Parceiros